Como escolher o processador ideal para você

O processador é o cérebro do seu PC, mas ao mesmo tempo dependendo do seu uso, nem sempre o mais caro é melhor, e na maioria das vezes não vai ser a peça mais cara do seu PC. Parece difícil né? Mas não é, veja essas dicas:

Núcleos: 4, 8 ou 12?

As pessoas geralmente associam a quantidade com potência, mas nem tudo é assim, por exemplo nos computadores temos diversas aplicações que se utilizam apenas de 1 ou 2 núcleos do processador, fazendo ser basicamente inútil ter mais de 4 Cores, e essas aplicações normalmente são jogos, por exemplo o CS:GO, o jogo se utiliza de apenas 2 Cores, fazendo com que não precise de um processador com diversos cores para rodar ele.

De outro modo temos usos e aplicações que se utilizam muito bem de vários núcleos e compensam o investimento, normalmente são programas de edição de vídeo ou de processamento matemático grande, como os CADs.

Clock: Boost ou Base?

Quando vamos adquirir um processador, são apresentados para nós dois números em GHz o Clock Base, que é a velocidade que seu processador vai operar mesmo quente, e o Boost, a velocidade que seu processador pode ter se refrigerado da maneira correta, e temos saltos gigantescos como o do i9 10900F com o Base Clock de 2.8 GHz e Boost de 5.2GHz, o que é muito bom já que o processador atinge um boost muito grande, mas ao mesmo tempo se você não o refrigerar da maneira correta, ele pode acabar ficando muito lento.

Um fato importante a lembrar é que não podemos comparar exatamente um clock de um processador de uma geração com outra, já que mesmo uma geração mais antiga podendo ter um clock maior uma geração mais nova pode ter um clock menor, e devido a seu IPC (Instructions Per Clock) pode acabar sendo um processador mais potente.

Overclock: Vale a pena?

Se você já pesquisou um pouco sobre processadores sabe que alguns deles têm a possibilidade de fazer overclock, que é nada mais nada menos que aumentar o clock do seu processador, isso pode levar a temperaturas mais altas e instabilidade se não for feito da maneira correta, por isso é ideal ter o conhecimento necessário para fazê-lo sem causar mais danos ao seu PC.

Os processadores que tem suporte a overclock, são os da AMD como um todo e a linha K de processadores Intel, em conjunto a placas mãe da plataforma Z para Intel, a AMD não tem essa restrição mas é importante escolher a sua placa mãe ideal para não passar perrengue nessa hora.

Intel ou AMD: Qual vale mais a pena?

Se você veio atrás de uma resposta simples e curta calma lá, não é bem assim, sim a AMD alcançou e passou a Intel, o que acaba levando a aumento nos preços dela, agora que ela tem o melhor produto do mercado, por isso vai a dica, processadores como o 5800X são ideais para quem busca um clock alto em uma arquitetura nova, aliado a 8 Cores e 16 Threads.

Já se você busca custo benefício, uma das melhores escolhas atualmente é o i5 10400F que não possui vídeo integrado, mas dá uma ótima performance com 6 cores e 12 threads por um preço bem inferior à sua concorrência. Já se você quer um processador com um bom gráfico integrado, para dar o start no PC sem gastar muito, tenho que recomendar o 3200G, ele vai ter uma ótima performance inicial sem placa de vídeo e depois vai segurar sua placa de vídeo até você conseguir dar um UP de processador.

Conclusão

Não existe o processador perfeito, mas com certeza com essas dicas você vai encontrar o processador que tem as características que você precisa, lembre-se, procure um processador condizente com o seu uso, se você vai trabalhar, foque em um processador com mais cores, se você vai mais jogar, pode dar uma economizada, investir mais na placa de vídeo e pegar um processador com o clock alto e menos cores.

Curtiu as Dicas? Ficou alguma dúvida? Deixe aqui nos comentários.

Leia Mais
3 MOTIVOS PARA VOCÊ ESCOLHER PROCESSADORES AMD RYZEN