6 MITOS SOBRE PC QUE VOCÊ NÃO DEVE ACREDITAR

Se você está montando o seu PC, com certeza deve ter se deparado com comentários, como: “Muita pasta térmica é problema”, “Fonte em cima frita o computador”; … e muitos outros. Mas será que todos os comentários que as pessoas fazem, sejam em grupos de hardware ou até mesmo em vídeo, são verdadeiros? Por isso eu decidi trazer 6 mitos sobre computador, para podermos desmistificar algumas ideias.

“Processadores da AMD tem performance melhor com placas de vídeo da AMD”

Com certeza você já deve ter ouvido isso e até mesmo acreditado, porque faz sentido. Já que a empresa produz tanto placa de vídeo como processador, nada mais justo do que os dois juntos terem uma performance melhor. Mas não é verdade! O que acontece é que processadores da AMD e Intel são diferentes e performam diferente nos jogos. Mas não quer dizer que para obter a melhor performance precisamos unir as duas marcas no mesmo computador. O que acontece é que tanto AMD como NVIDIA colocam suas tecnologias nos jogos e, consequentemente, um jogo terá uma performance melhor dependendo do chip da placa de vídeo utilizada.

“Adicionar mais memória RAM deixa o computador mais rápido”

Se você já foi em um técnico de informática para tirar a “lentidão” do seu computador, já deve ter ouvido ele dizer isso. Mas não é verdade!

A função da memória RAM é “lembrar” de tudo o que você está usando. Quanto mais abas e programas abertos, maior a utilização da memória RAM. E se você não tiver memória RAM o suficiente, com certeza o seu computador vai ficar dando umas travadas. Mas a “lentidão” que a grande maioria reclama não está ligada a falta de memória RAM e sim a super utilização do HD. Para solucionar isso muitos optam por formatar, mas logo o problema retorna. A melhor solução é fazer a troca do seu HD por um SSD.

“Formatar o HD apaga, definitivamente, todos os seus arquivos”

Esse eu acredito que vai deixar os paranoicos de plantão de cabelo em pé. Mesmo formatando o HD, você ainda consegue recuperar os arquivos que foram deletados. E isso acontece porque o HD é uma mídia física e todas as informações ficam gravadas no disco. Então, mesmo que você formate a máquina, ainda assim dá para recuperar. A melhor coisa a fazer é quebrar o HD para evitar qualquer tipo de problema.

“Usar uma fonte de potência muito alta pode danificar os componentes, já que você não utiliza toda a potência”

Ter potência “sobrando” pode parecer um problema, mas não é. A potência apresentada nos modelos de fontes são um indicativo de quanto ela pode fornecer. Mas não quer dizer que ela vai te fornecer, obrigatoriamente, a potência indicada. Por exemplo, uma fonte de 600w só irá usar isso se for necessário. Caso não seja, ela utilizará o que precisar, seja 300, 320 ou 400w.

 Em alguns casos é até interessante ter watt’s de sobra, já que te permite fazer um upgrade sem necessariamente trocar de fonte.

SSD não dura tanto quanto um HD”

Acredito que esse comentário seja o motivo para algumas pessoas ainda não utilizarem o SSD. Mas nesse caso é uma “meia verdade”. O que acontece é que o SSD tem uma limitação na sua quantidade de inscrita e, caso você utilize muito (quando eu digo muito, é muito mesmo) seu SSD não durará muito tempo. Mas para quem utiliza o SSD apenas para instalar programas e o sistema operacional para desfrutar de sua velocidade, isso não é problema.

“Fazer overclock pode diminuir a vida útil do seu processador”

Esse também é “meia verdade”. Os processadores, tanto da Intel como da AMD, que tem suporte para overclock, já vem com uma construção que permite isso. Mas o ponto é que, quanto maior o clock imposto sobre o processador, maior a tensão. E isso acaba danificando e “diminuindo” a vida útil do processador. Mas para quem respeita o limite, em junção com uma boa refrigeração, o overclock não vai prejudicar o seu processador a ponto de diminuir a sua vida útil ou até mesmo danificá-lo permanentemente.

Leia Mais
Review Ryzen 3 3300X – Arquitetura, Resultados e Overclock