Anti-Cheats começam a dar suporte ao Linux

Já faz algum tempo que, ao menos em questão de performance, o Linux é um lugar melhor para se jogar. Porém a adesão ao sistema operacional se torna difícil pela comodidade encontrada no Windows, o suporte a jogos e aos anti-cheats.

Recentemente com a entrada do Steam Deck, a Steam acabou resolvendo boa parte da questão de compatibilidade dos jogos. Garantindo que 100% de sua biblioteca seria compatível com o Linux, além de fomentar outras desenvolvedoras e publishers a fazerem o mesmo.

O problema é que no momento atual a maior parte da recorrência em jogos online se dá em jogos online competitivos, que por sua vez tem seus sistemas anti-cheat que até agora não eram compatíveis com o Linux. Contudo vendo essa grande adesão que o Steam Deck iria proporcionar ao sistema diversas empresas estão interessadas em fazer essa transição.

Agora, apenas alguns meses depois de seu anúncio e ainda faltando pouco para seu lançamento, dois dos maiores players no mercado de anti-cheat, o Easy Anti-Cheat e o BattlEye já anunciaram o suporte futuro ao Linux e assim ao Steam Deck, isso trará uma infinidade de jogos ao Linux como: Destiny 2, PUBG, Rainbow Six Siege, Apex Legends, Dead by Daylight, Fortnite, Halo, Rust e outros.

Com essa adesão em massa e as vantagens inerentes de se utilizar um sistema gratuito e com alta customização, não deve demorar muito até o Linux se tornar extremamente relevante no mercado de sistemas operacionais. Visto que muitas pessoas só utilizam seus computadores para jogos e não se importariam em ter mais performance e não precisar adquirir o sistema.

Quanto tempo essa transição vai demorar só o tempo dirá mas o Linux cresce todos os meses em adesão segundo a Steam.

Fonte: KitGuru

Leia Mais
Placas de Vídeo e Outros Componentes de Hardware Devem Ter Aumento de Preço