Valve “resolve” o problema dos cheaters no CS:GO

Se você perguntar a qualquer jogador de CS:GO qual é o maior problema do jogo, ele definitivamente vai comentar sobre a situação dos cheaters no game. Os cheaters não são novidade em jogos online, com muitos jogos sofrendo com ele, principalmente do gênero FPS, mas no CS:GO a Valve está lutando para resolver.

Imagem: CS:GO

Qualquer jogo competitivo existem pessoas buscando vantagem, principalmente se existem campeonatos ou dinheiro envolvido, mas isso não afasta aquelas pessoas que de alguma forma querem se mostrar melhores do que são, seja para impressionar os amigos ou por não acharem que tem capacidade de jogar em alto nível sem um auxílio.

Isso tudo gera uma situação chata, principalmente para aquela pessoa que vê o jogo como um hobbie, que só usa o jogo para se desestressar e passar um tempo com os amigos, e é justamente esse público que a Valve pretende ajudar com essa atualização. Nessa atualização a Valve retirou o competitivo de jogadores que não possuem o status prime.

Resolveu mesmo?

O prime antes era dado a jogadores que ou já tinham o jogo antes dele se tornar gratís, quem atingia o nível 21 no jogo, o que levava algum tempo, ou quem pagava um valor equivalente ao preço do jogo antes, cerca de 25 reais. Com essa atualização o status prime só pode ser comprado e está custando 84 reais na steam, mais de 3x o valor antigo, fazendo com que se você usar algum desses programas para obter vantagem, vai ter que desembolsar uma boa grana para poder jogar o competitivo novamente, assim inibindo os cheaters no jogo.

Essa mudança não soluciona o problema como um todo, já que ainda existem programas usados que não são detectados pelo VAC (Valve Anti-Cheat), porém com atualizações no sistema e as famosas ban-waves feitas pela Valve, em breve os jogadores devem ter uma experiência basicamente sem trapaceiros no competitivo do jogo.


Fonte: CS:GO

Leia Mais
SilverStone, que marca é essa?