Shadow Of The Colossus: O jogo da minha vida!

Quando eu tinha meus queridos 11 anos, ganhei meu primeiro vídeo game de CD! O meu querido PlayStation 2 ou também conhecido Play 2. Lembro que o primeiro jogo que joguei foi o God Of War 2, desfrutei de toda a fúria do espartano Kratos por muito tempo até partir para outro jogo.

O primeiro jogo que zerei no meu Play 2 foi Resident Evil 4 e foi ai que surgiu o meu amor pela franquia. Claro que uma criança não tinha poder aquisitivo para comprar jogos originais de PS2, na verdade eu nunca cheguei a ver um original do ps2, o que a gente fazia era ir em qualquer lojinha de bairro e pedir para a tia mostrar a caixinha com os jogos piratas (Eu sei pirataria é ruim, mas eu fiz, você fazia e todo mundo já fez) e foi em mais uma passada rotineira em uma dessas lojinhas que eu comprei mais uma versão do Guitar Hero, chegando em casa, ao abrir a embalagem feita de um pedaço de plástico e uma impressão mal feita, eis que me deparo com um CD totalmente branco, estranhei mas tudo bem, coloquei o CD no console, segurei o controle com muita ansiedade e olhei com atenção para minha tv de tubo.

Lembro que de uma tela preta algumas logos começaram a aparecer, mas estranhamente não eram as mesmas que estava acostumado a ver no inicio da jogatina do Guitar Hero, logo depois veio uma introdução, uma ave voando entre montanhas e arvores, um jogo de câmera brincava com a minha atenção enquanto a música que tinha sons de violino, violão selo, piano e até um coral dava um certo drama para tudo aquilo, quando de repente um menino aparece, ele montava um cavalo e segurava algo enrolado em um pano, a Cinematic continuava enquanto eu tinha cada vez mais certeza que esse jogo não era o Guitar Hero que eu tinha comprado.

Quando o game começou descobri que o garoto se chamava Wander, que o seu cavalo na verdade era uma égua com o nome de Agro, e que ele levava enrolado em um pano um corpo, o corpo da sua pessoa amada, Wander tinha a missão de reviver ela, e como ele faria isso? Matando 16 Colossos! Perai que?! Matar Colossos?! O que é um colosso?!

Uma curiosidade despertou no Lucas de 11 anos!A introdução passou e finalmente podia controlar Wander, aprendi a pular, atacar, subir na agro e usar a espada para refletir o sol e encontrar a localização do Colosso da vez, depois de alguns momentos cavalgando, seguidos de alguns Parkour em pedras, finalmente consegui chegar em um caminho entre duas paredes altas de pedras, então que o primeiro colosso apareceu e seu nome era Valus, ele era gigante, cada passo que ele dava tremia a tela, era incrível. Comecei a correr atrás dele desesperadamente até conseguir segurar em um tufo de pelo em sua panturrilha, logo estava escalando Valus e ele percebeu minha presença, começou a se mexer tentando me derrubar, mas continuei forte em meu objetivo e consegui chegar no primeiro ponto vital dele, ataquei, um jato de sangue negro espirrou para longe e o grito do colosso podia ser ouvido muito longe dali, depois de atacar mais alguns pontos sendo o último na cabeça, ele morreu, eu venci! Um sentimento de alegria e satisfação me consumiu, mas um menor sentimento bateu lá no fundo e eu não sabia qual era.

Conforme o jogo passava e mais colossos eu matava, ia me apaixonando cada vez mais pelo jogo, até que eu cheguei no último colosso, Malus o maior de todos os outros colossos, ao entrar em sua arena algo acontece, minha fiel amiga, minha companheira durante toda a jornada se sacrifica para que eu não morresse ao cair de um penhasco, agro morre, fico literalmente 5 minutos sem acreditar que aquilo realmente aconteceu, depois do choque sigo em frente para enfrentar meu desafio final, a luta contra Malus é a mais epica por conta do acontecimento repentino, música e ambiente, depois de algum tempo, finalmente consigo finalizar o décimo sexto colosso. Entra a uma última cinematic e coisas interessantes acontecem, e uma delas, a que aquece o meu coração, Agro aparece mancando, Agro está viva!

O jogo acaba e me sinto feliz por ter descoberto e jogado Shadow Of The Colossus, mas o sentimento que me incomodava a cada batalha finalmente veio a tona, era tristeza, quando parei para pensar bem, a grande maioria dos Colossos não eram mal, e não tentaram me atacar, mas eu fui lá e o matei para completar meu objetivo, eu matei uma criatura por meu egoismo, e sera que os Colossos mais agressivos me atacaram apenas para se defender? No final de tudo, o que eu fiz foi bom, correto? Ou será que não? Isso tudo fez Shadow Of The Colossus se tornar o jogo da minha vida!

Bom galera, essa foi a minha experiencia com o game da minha vida! E você? Já jogou também? Me conta aqui nos comentários como foi! E para quem ainda quer jogar, aproveita que a pouco tempo saiu um REMAKE para PS4 desse jogo incrível!

Leia Mais
REVIEW Geil Super Luce RGB Sync ‘AMD Edition’ 3200CL16