Big Navi: Nvidia em Apuros? RX 6800 e 6800 XT VS RTX 3070 e 3080

Se você não estava escondido embaixo de uma pedra esperando a pandemia passar, com certeza ficou sabendo do lançamento das novas RX 6000 com a nova arquitetura RDNA2 de 7nm e conhecida como Big Navi. Muito foi especulado desde o anúncio até hoje quando finalmente temos os resultados para verificar se todo o ganho que a AMD mostrou na apresentação das placas é verdadeiro.

Para a felicidade de nós consumidores, fico feliz em dizer que sim, a AMD voltou a ter um produto competitivo no mercado de placas de vídeo e ainda vai dar muita dor de cabeça para a Nvidia nessa e nas próximas gerações. Não acredita em mim? Vamos ver alguns resultados cedidos pela galera da Terabyte Shop para vermos a performance das novas placas:

No Far Cry 5 em 4K Ultra vemos já um ganho por parte da AMD que tem uma boa margem com a RX 6800 em cima da RTX 3070 e 5 FPS de diferença entre a RX 6800 XT e a RTX 3080, considerando que a RX 6800 XT é uma placa mais barata que a RTX 3080, já no primeiro gráfico as coisas não parecem muito boas para a Nvidia.

Quando entramos em um jogo mais dependente da CPU as margens ficam um pouco menores como é o caso do Rainbow Six Siege em 4K Ultra:

Ganhos marginais ainda são ganhos, principalmente quando você tem produtos tão similares, muito bom ver ambas fabricantes conseguindo alcançar mais de 144 FPS em um jogo competitivo no 4K Ultra, assim você pode ganhar sem perder nem um pouco os belos gráficos do jogo.

No Red Dead Redemption 2 também em 4K Ultra, já temos um jogo um pouco favorável para a Nvidia, mas contando que o jogo já tem Geforce Game Ready e a AMD ainda está em drivers iniciais podemos ver o time verde perder essa briga no longo prazo:

No Shadow of the Tomb Raider continuamos com vitórias marginais para Nvidia, mas o que impressiona é quando ligamos o Ray Tracing em ambos casos temos uma queda significativa de performance mas quando ligamos o DLSS a Nvidia ganha uma boa margem, sendo 70 FPS na RTX 3080 com DLSS contra 41 FPS na RX 6800 XT e 52 FPS na RTX 3070 contra 36 FPS na RX 6800.

Lembrando que DLSS é uma tecnologia que usa inteligência artificial para fazer upscaling de uma renderização em menor resolução para colocá-la em 4K, isso pode resultar em alguma perda de detalhe principalmente em partes muito movimentadas do jogo, mas já ajuda muito, pois hoje em dia apenas jogadores de console ainda aceitam 30 FPS com o pessoal de PC sempre optando por 60 FPS ou mais, mas calma a AMD já está trabalhando em uma tecnologia similar ao DLSS e provavelmente essa diferença será mitigada no futuro.

Agora no AC Valhalla em 4K no Very High, voltamos a uma vantagem considerável para a AMD, e já vemos todo o potencial dessa placa em jogos mais novos como esse título recém lançado pela Ubisoft:

Agora os Benchmarks para termos uma noção da força dessas placas, começando com o 3DMark FireStrike Ultra 4K:

Como podemos ver, em força bruta as AMDs parecem bem superiores, com a RX 6800 quase alcançando a RTX 3080 mostrando como a otimização que a Nvidia faz nos jogos traz uma grande diferença.

Já no Port Royal temos uma diferença em favor da Nvidia, e nesse caso com certeza é em relação ao Ray Tracing desse Benchmark que comprova que se seu foco é puramente jogos com Ray Tracing talvez não seja a hora para mudar de time ainda:

Conclusões:

Não há dúvida que depois de 7 anos basicamente fora do mercado dos topo de linha quando se refere a placas de vídeo finalmente a AMD chegou com tudo para brigar pelo primeiro lugar. Mas temos que levar algumas coisas em consideração quando formos escolher qual placa colocaremos em nossos PCs para essa nova geração, por exemplo infelizmente pela falta de presença de mercado quase todos os programas de renderização de hoje são otimizados para CUDA, deixando a AMD com uma desvantagem se você vai trabalhar com isso em seu computador também.

Outro ponto válido a comentar são features como Nvenc, RTX Voice e o Nvidia Broadcast, coisas que se você faz stream vão te ajudar e muito, apenas o Nvenc vai tirar a desvantagem da Nvidia sobre a AMD em basicamente todos os jogos, o que faz as novas RX pouco atraentes para quem quer fazer uma stream.

Mas deixando um pouco de lado essas features de lado vamos falar do que interessa para a maioria de nós, FPS em JOGOS, se seu intuito é simplesmente jogar qualquer jogo da sua escolha com tudo no maximo sem ter que se preocupar a AMD está com uma ótima cara essa geração, sendo mais barata que a Nvidia e entregando a mesma coisa ou melhor, perdendo apenas em casos de Ray Tracing, que logo deve ficar igual quando ela lançar sua versão do DLSS, e sem falar que se você está querendo comprar um processador Ryzen 5000 já fica muito melhor ir com uma RX já que com o Smart Access Memory (SAM) a desvantagem que a AMD tinha em alguns jogos são revertidas e em jogos que já existia uma liderança ela fica ainda maior, sem falar que com esse novo recurso as quedas de FPS diminuem bastante, tornando uma tecnologia ideal para todo player competitivo.

Leia Mais
EVGA e ZOTAC Anunciam Aumento de Preço das RTX 3000