Para Que Serve a VRAM Das Placas de Vídeo?

Desde o lançamento da primeira placa de vídeo, uma característica que estaria presente em todos os modelos seria a sua VRAM, também conhecida como Memória de Vídeo. Mas pra quê a placa de vídeo necessita de uma memória dedicada? Para sabermos isso, precisamos entender melhor como a placa de vídeo funciona.

Muitos processadores já acompanham uma placa gráfica integrada, e isso permite que você não precise de uma placa de vídeo dedicada para poder utilizar o seu computador. Assim, você consegue ver seus vídeos e fazer as suas tarefas utilizando, apenas, o processador. Mas quando um processador não acompanha uma placa gráfica dedicada ou quando você precisa de mais poder de processamento, acaba sendo necessário que você compre uma placa de vídeo. Esse item acompanha o seu próprio processador que é capaz de gerar imagens e efeitos visuais tridimensionais, diminuindo o trabalho da CPU e gerando um resultado melhor e mais rápido.

É fácil associar as placas de vídeo a jogos, mas elas também são muito úteis para renderização e trabalhos de edição de vídeo.

A VRAM é a memória usada para armazenar os dados de imagem que o computador está exibindo. Ela atua como um buffer entre o CPU e a placa de vídeo. Quando uma imagem deve ser exibida na tela, a imagem é lida primeiro pelo processador e depois gravada na VRAM. Ou seja, quando colocamos pra rodar um jogo com qualidades gráficas bem altas, a VRAM será responsável por deixar tudo funcionando. Quanto mais pesado o gráfico do jogo, mais VRAM é necessária.

Como os jogos têm ficado cada vez mais pesados, a quantidade de VRAM necessária em uma placa de vídeo também tem aumentado. Hoje em dia já contamos com modelos, como a RTX 3090, que possuem 24Gb de VRAM.

Mesmo que hoje ainda consigamos nos divertir bastante com 4Gb, em breve, talvez estejamos vivendo em um mundo em que uma placa de vídeo de 8Gb é o mínimo para jogar os jogos que tanto queremos.

Leia Mais
CONFIRMADO! NVIDIA VAI LANÇAR A RTX 3090!